FANDOM


Frankenstein (フランケンシュタイン,   Furankenshutain?) é um monstro usado pela Toho no filme de 1965, Frankenstein vs. Baragon. Ele é baseado no monstro de Frankenstein do romance de horror de Mary Shelley, Frankenstein.

AparênciaEditar

A aparência de Frankenstein é primariamente derivada da representação icônica do ator Boris Karloff da criatura no filme de 1931. O Frankenstein da Toho possui o físico alto da versão de Karloff, com a testa alta e cabeça angular. Ao contrário de outras interpretações, o Frankenstein da Toho parece ter pele de humano normal e nenhum sinal de pele apodrecida em seu corpo. Devido ao seu tamanho, o Frankenstien da Toho também usa uma grande capa feita de pele de animal ao invés de roupas normais.

PersonalidadeEditar

Frankenstein é mostrado como uma criatura inocente, infantil, mas ainda relativamente inteligente, similar à versão do monstro que aparece nos filmes da Universal Pictures. O Frankenstein da Toho é mudo e não sabe falar, mas parece ser capaz de entender linguagem humana. Ele também é um pouco feroz, mas não é hostil ou perigoso para humanos se eles não tentarem machucá-lo. Frankenstein mostra compaixão e lealdade para Dr. Sueko Togami, a cientista que o criou. Mesmo após escapar do laboratório, Frankenstein visita o apartamento de Sueko. Frankenstein também decide lutar com Baragon quando a criatura ameaça Sueko.

OrigensEditar

Vários anos atrás, um cientista alemão chamado Victor Frankenstein criou um humano artificial de pedaços de vários defuntos e o reanimou usando eletricidade. Embora a criatura parece morrer em vários pontos nas próximas décadas, ele sempre consegue voltar devido ao seu coração imortal. Em 1945, um cientista em Frankfurt, Dr. Liesendorf, estava experimentando no coração do monstro de Frankenstein, mas os nazistas de Hitler o pegam. Os nazistas, esperando usar os segredos do coração para criar soldados imortais, levaram o coração para o Japão para impedir que ele caia nas mãos das Forças Aliadas. O coração foi levado para um laboratório em Hiroshima para ser estudado, mas foi perdido e aparentemente destruído quando os Estados Unidos jogaram a bomba atômica na cidade. Dez anos depois, um menino selvagem foi descoberto andando pelas ruas da cidade. Cientistas eventualmente o capturaram e o estudaram, descobrindo que ele se regenerou do coração perdido de Frankenstein.

HistóriaEditar

Série ShowaEditar

Frankenstein vs. BaragonEditar

Frankenstein vs. Baragon.png

Frankenstein lutando com Baragon

Dez anos após a bomba de Hiroshima, um garoto selvagem foi descoberto andando pela cidade. Cientistas o capturaram e estudaram, descobrindo que ele se regenerou do coração de Frankenstein. Frankenstein é alimentado pelos cientistas, e em resposta à comida rica em proteínas, ele cresce incrivelmente rápido, chegando a uma altura de 20 metros, forçando os cientistas a prendê-lo numa cela. Porém, Frankenstein consegue escapar da prisão, e sua mão cai quando a corrente fica muito apertada. Frankenstein foge para o interior japonês, fazendo todo o Japão entrar em pânico e ele é culpado pelo desaparecimento de gado e de pessoas. É descoberto que as pessoas não foram comidas por Frankenstein, mas por um novo monstro chamado Baragon, que não é visto por andar pelo subterrâneo. Porém, quando Baragon ataca a antiga cuidadora de Frankenstein, Sueko Togami, ele o ataca. Uma batalha começa, terminando com Frankenstein aparentemente tendo matado Baragon quebrando seu pescoço. Frankenstein, porém, não tem muito tempo para aproveitar sua vitória, pois o chão debaixo dele, que havia sido enfraquecido pela escavação de Baragon, desmorona e manda Frankenstein por baixo da Terra. Sueko pergunta se Frankenstein foi morto, mas um de seus colegas dizem que Frankenstein nunca pode morrer e voltará algum dia. Dr. Bowen, um outro colega, sugere que talvez seria melhor se Frankenstein morresse, pois um monstro como ele nunca poderia existir pacificamente no mundo.

No final alternativo, após derrotar Baragon, um Polvo Gigante aparece do mar e luta com Frankenstein. Ele luta ferozmente, mas não consegue vencer os numerosos tentáculos do polvo. O polvo o leva até o mar, aparentemente matando-o.

War of the GargantuasEditar

É descoberto que algumas das células imortais deixadas no Japão por Frankenstein, se regeneraram se tomaram vidas próprias. Um desses Frankensteins, Sanda, foi criado desde a infância por um time de cientistas gentis até escapar para as montanhas. O outro, Gaira, cresceu debaixo d'água rodeado por criaturas perigosas, e se tornou uma besta violenta e odiosa.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória